?>

Notícias

O que é M2M?

Na comunicação M2M ocorre a transferência e utilização de dados, em tempo real, via redes fixas ou móveis, oriundos de equipamentos/terminais remotos para o monitoramento, medição e controle dos mesmos.

M2M possibilita o funcionamento de diversos serviços, como: rastreamento automatizado de veículos (AVL), serviços públicos, serviços financeiros (ATM’s e POS), segurança patrimonial, telemetria, automação industrial, gerenciamento de transito, smart meetering (medidores inteligentes), smart grid (redes de energia elétrica inteligentes), distribuição de petróleo e derivados, Agrobusiness e meio ambiente, saúde e outros.

O M2M tem sido considerado um subconjunto da Internet das coisas onde não existe intervenção humana na comunicação.

A partir de agosto de 2014, a Anatel passou a classificar os terminais M2M móveis em duas categorias de acessos:

> M2M Especial são os dispositivos em operação utilizados em sistemas de comunicação máquina a máquina que, sem intervenção humana, utilizam redes de telecomunicações para transmitir dados a aplicações remotas com o objetivo de monitorar, medir e controlar o próprio dispositivo, o ambiente ao seu redor ou sistemas de dados a ele conectados por meio dessas redes, conforme estabelecido no Decreto 8.234/2014;

> M2M Padrão são os dispositivos máquina a máquina em operação que não se enquadram na definição de M2M Especial.

Em maio de 2014 foi publicado um decreto que regulamenta a redução do Fistel para as conexões M2M (Máquina a Máquina) prevista na Lei 12.715 em 2012, dessa forma, os terminais M2M Especial pagam o valor reduzido de Fistel, ja os terminais M2M padrão pagam o valor normal.

Fonte: Teleco.com.br